RESCUE-APVPC.ORG

Pelo gosto de prevenir e ajudar em emergências e catástrofes.



Início  | | Proteja-se: Terramotos  |  Incêndios  |  Gás  || Links


Proteja-se! - Gás

Prevenção & Como atuar perante fuga de gás

Prevenção

A prevenção começa na instalação dos aparelhos térmicos domésticos.

» Adquira apenas aparelhos que obedecem às normas Portuguesas e apropriados para o tipo de gás que vai usar.

» A instalação, reparação e manutenção, incluindo tubos de alimentação, deve ser sempre feita por um técnico de gás devidamente credenciado.
  Se o fizer você mesmo, poderá cometer erros por não saber o que deve ser feito para ser executado corretamente, o que pode dar origem a problemas de imediato ou mais tarde.

» Tenha um detetor de gás (apropriado ao tipo de gás que usa em casa, ou um universal).
   - Deve seguir as instruções do fabricante, ou na falta delas, deve colocar o detetor a cerca de 2 metros de distância dos locais de proveniência de gás (normalmente o fogão e esquentadores).
   - Limpe o exterior do detetor de gás conforme as instruções do fabricante, ou na falta destas, 1 vez por mês com uma pano húmido (para remover pó, detritos e eventual gordura).
   - Teste 1 vez por mês o detector de gás: prima o botão de teste para verificar que o som funciona. De seguida com um isqueiro ou líquido de isqueiro a cerca de 2 ou 3 centímetros do aparelho espalhe um pouco de gás durante uns 3 a 6 segundos e que seja suficiente para ser detetado pelo sensor, não aponte diretamente para o sensor. Se não funcionar, compre um detector novo. Modelos mais antigos não tem botão de teste, substitua por modelos mais recentes.

» Se possível ligue o detetor de gás a um sistema de corte automático de gás, de forma a que o mesmo seja imediatamente cortado em caso de fuga de gás.

» Tenha um detetor de gases tóxicos (monóxido de carbono "CO").
   Os gases tóxicos podem ter origem em combustíveis (gás por exemplo) que sejam queimados incorretamente, são tóxicos provocam problemas graves de saúde e em concentrações elevadas podem levar à morte em pouco tempo.
   - Proceda à manutenção do aparelho conforme as instruções do fabricante.
   - Teste todos os meses o aparelho conforme as instruções do fabricante.

» Todos os tubos flexíveis de gás têm uma data de validade máxima, a partir da qual não é garantidas as propriedades de proteção necessárias para transportar o gás. Verifique qual é a data e quando estiver próxima, mande um técnico de gás credenciado mudar a mesma.
   Mande substituir também se tiver mais de 4 anos, ou logo que verifique que a borracha está a secar, apresentar princípios de fendas ou mesmo um aspeto encortiçado.

» As garrafas de gás devem estar alojadas em cabines apropriadas, construídas em materiais incombustíveis e bem ventiladas.
   Quando possível deve ser implementada no exterior da habitação ou junto de uma janela.

» As garrafas devem estar a uma distância mínima de 0,40 m de radiadores, tomadas e interruptores elétricos, e a mais de de 1,50 m de chamas ou qualquer outro combustível.

» Os tubos de ligação entre a garrafa e os aparelhos de queima, não devem ter mais 1,50 m.

» No interior da habitação mantenha apenas as garrafas que precisa para os aparelhos de queima que utiliza (fogão, esquentador, aquecedores a gás...).

NUNCA

- Nunca monte esquentadores em casas de banho.
  O vapor pode apagar a chama e o gás pode intoxicá-lo, ou haver uma explosão.

- Nunca instale garrafas de propano no interior da sua habitação.
  Não se destinam a serem instaladas dentro de habitações. Dentro de habitações devem ser de gás Butano.

- Nunca guarde garrafas de gás em caves.
  As mesmas podem com o tempo começar a vazar gás sem se aperceber, ou pode haver um incêndio o que em ambos os casos pode levar a uma explosão.

- Nunca movimente garrafas, mesmo completa ou parcialmente vazias, sem fechar a válvula de corte do redutor antes de o remover.

- Nunca deite garrafas com gás (coloque-as sempre com o redutor para cima).
  As garrafas devem expelir o gás em estado gasoso, contudo se as deitar, poderá sair em estado líquido o que pode provocar acidentes muito sérios, como uma explosão!

UTILIZAÇÃO:

» Deve acende primeiro o fósforo ou o isqueiro de cozinha antes de abrir o gás do fogão.

» Se utiliza um acendedor elétrico, primeiro abra o gás no mínimo e acione o acendedor depois.

» Quando acender o forno, coloque-se sempre de lado e não em frente ao fogão.
  Se ocorrer uma explosão corre menos riscos, e tem mais hipóteses de se afastar da mesma, evitando assim ficar queimado.

» Nunca ligue ou desligue interruptores, nem faça lume, ou tenha chamas viva nas proximidades durante a substituição da garrafa vazia.
   É normal ocorrer alguma dissipação de gás durante as operações de remoção e colocação do redutor/ sistema de corte, na garrafa de gás, pelo que assim evita a possibilidade de explosões.

» Ao ligar o redutor à garrafa, assegure-se de que o redutor ficou bem ajustado.

» Nunca utilize ferramentas como alicate, chave inglesa e muito menos martelos para resolver eventuais problemas na abertura da válvula da garrafa.

» Proteja a válvula de quaisquer pancadas ou outros mau tratos que podem afetar as sua condições de segurança.

» Nunca deixe os aparelhos de queima (fogões) em funcionamento quando tiver de se ausentar.
  O derramamento de líquidos pode apagar os queimadores, mantendo-se contudo a libertação do gás, o que pode levar ao perigo de intoxicação ou explosão.

» Feche as válvulas de segurança do contador e/ ou do redutor sempre que não estejam em uso, ou se ausente de casa.

» Nunca pendure objetos nos tubos de alimentação.
   Se o fizer pode fazer com que o tubo saia das suas fixações, ou degradar o tubo, originando fugas e o perigo de intoxicação ou explosão.

SE DETECTAR O CHEIRO A GÁS:

» Contenha a sua respiração para não respirar o gás.
   O gás é tóxico, não o deve respirar.

» Se for de noite, ligue uma lanterna, mas no exterior da sua casa!
   Ligar a lanterna pode provocar uma faísca que pode provocar uma explosão.

» Feche de imediato a válvula da garrafa.

» Não acione interruptores elétricos e aparelhos elétricos.
   Pode ocorrer uma faísca que pode ser o suficiente para provocar uma explosão.

» Deve desligar o quadro elétrico de imediato, mas apenas e só se este estiver afastado da zona de fuga de gás!
   Pode ocorrer uma faísca que pode ser o suficiente para provocar uma explosão.

» Apague todas as chamas.

» Não fume, e se estiver a fumar, apague de imediato o cigarro.

» Areje o local, abrindo portas e janelas, de forma a dissipar o gás.

» Nunca use chamas para procurar a origem da fuga: use um produto espumífero (como água com detergente).
   Se usar chamas para procurar a origem da fuga irá provocar uma explosão.

» Remova para o ar livre qualquer garrafa de gás suspeita de fuga.

» Se apesar das suas tentativas não conseguir resolver o problema deve evacuar todos os que tiverem na habitação e nas habitações nas proximidades se correrem perigo, e chamar os bombeiros e os técnicos da companhia de gás ou agente para que estes resolvam o problema.
   Lembre-se telefone afastado da zona de fuga.
   Não deixe ninguém aproximar-se a fumar, com algo com chama ou incandescência, ou que provoque faísca.
   Se for num prédio, deve cortar a eletricidade de todo o prédio se o quadro estiver fora da zona de fuga de gás.



INCÊNDIO NUMA FUGA DE GÁS:

A regra geral de combate a um fogo de gás é cortar a alimentação do combustível logo que possível e em condições de segurança.

» Deve tentar impedir a continuação da fuga, fechando as válvulas da garrafa, do fogão e do esquentador. No caso do gás natural, deve cortar nas várias válvulas na canalização, e também na válvula de alimentação à sua casa, no caso de ter acesso à mesma (deve saber previamente onde é e como fechar a mesma).

» Se a válvula se encontra na zona de fogo:
  - Se a válvula se encontrar aparentemente em boas condições pelo que puder ver deve utilizar um extintor apropriado em simultâneo para as categorias "A", "B" e "C" (preferencialmente de pó químico seco) e extinguir as chamas, bem como cobrir um eventual derrame. Deve de seguida, e com um pano molhado ou algo semelhante (para não queimar as mãos) fechar a(s) válvula(s).
  - Se não conseguir determinar que a válvula está em boas condições, é preferível deixar arder a fuga a extinguir a chama e correr o risco de originar uma atmosfera explosiva.

Na dúvida não tente extinguir uma fuga, o perigo de criar uma atmosfera explosiva é sempre muito mais perigosa que uma fuga de gás a arder!

» Se apesar das suas tentativas não conseguir resolver o problema deve evacuar e evacuar todos os que tiverem na habitação e nas habitações nas proximidades se correrem perigo, chamar os bombeiros e chamar os técnicos da companhia de gás ou agente para que estes resolvam o problema. Lembre-se telefone afastado da zona de fuga. Se tiver extinto o incêndio, não deixe ninguém aproximar-se a fumar, com algo com chama ou incandescência, ou que provoque faísca. Se tiver extinto o incêndio e for num prédio, deve cortar a eletricidade de todo o prédio se o quadro estiver fora da zona de fuga de gás.
 


atualização mais recente desta página: 1 de janeiro de 2019




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2008 - 2021 - RESCUE-APVPC.ORG


imprimir | topo | política de privacidade