RESCUE-APVPC.ORG

Pelo gosto de prevenir e ajudar em emergências e catástrofes.



Início  | | Proteja-se: Terramotos  |  Incêndios  |  Gás  || Links


Proteja-se! - Tremor de Terra / Sismo / Terramoto

Antes, Durante & Depois


Saiba que os Tremores de Terra / Sismos, são fenômenos naturais que ocorrem com uma frequência diária um pouco por todo o Planeta, e é certo que vão continuar a ocorrer, só não se sabendo quando poderá atingir a zona onde se encontra nesse momento.

Não é possível prever cientificamente Tremores de Terra / Sismos, contudo a observação dos animais numa área abrangente é provavelmente a melhor forma de ser alertado, embora não aconteça em todos os eventos sísmicos, são frequentes os relatos de atitudes estranhas dos animais em áreas alargadas entre minutos a horas antes de um evento sísmico e/ ou tsunami. Se notar atitudes estranhas de vários animais numa área relativamente abrangente, não ignore e tome de imediato medidas preventivas e certifique-se que todos os que estão à sua volta também ficam de alerta durante as próximas horas (é razoável esperar que algo possa acontecer nas próximas 12 horas)  para uma possível catástrofe. Se não for um inconveniente muito grande tente ir para uma zona segura e mantenha-se nela durante várias horas até ter a certeza que não é mesmo nada. Faça-o nem que seja numa perspetiva de treino/ exercício de simulação. Esteja preparado como se fosse mesmo ocorrer um, para não ser apanhado desprevenido caso ocorra mesmo um evento sísmico.


Antes

Prepare a sua casa

» Sempre que possível compre casas recentes (menos de 10 anos) e tente saber se o construtor cumpriu as normas de segurança relativamente à construção resistente a sismos.
   É possível construir habitações suficientemente resistentes para aguentar sismos repetidos de forte intensidade, se os mesmos forem bem concebidos e bem construídos desde o início.
   Na dúvida, peça a um engenheiro de construção civil que dê a sua opinião. A compra de casa é, normalmente, um grande investimento, certifique-se que é segura.

» Fixe com molas fortes / cabos relativamente flexíveis, às paredes: estantes, botijas de gás, vasos, floreiras, etc.
   Deve serem molas / cabos um pouco flexíveis porque devem permitir que os objetos se movam um pouco, de forma a não forçar demasiado o ponto de apoio na parede, que de outra forma podia ceder se fosse sujeito a forças demasiado fortes por parte dos objetos que se tentam afastar da parede durante o evento sísmico.

» Liberte todas as saídas e corredores de móveis e outros objetos.
   Se ocorrer um evento sísmico estes poderão desabar, cair e/ ou obstruir as vias de saída dificultando assim a evacuação.

» Coloque os objetos mais pesados nas prateleiras mais baixas das estantes, ou mesmo no chão.
   Estes ajudarão a estante a manter-se de pé, e em caso desta ceder terá menos probabilidades de caírem sobre si.

» Não coloque quaisquer materiais pesados nos peitoris das janelas ou das varandas.
   Em caso de sismos a maioria tem tendência a cair sobre a rua, podendo atingir alguém ou algo provocando prejuízos humanos ou materiais adicionais.

» Identifique os locais que melhor proteção oferecem em caso de desabamentos (junto a móveis baixos fixos nos cantos, vãos de escadas para o exterior ou interiores em paredes mestras, cantos das salas, debaixo de mesas resistentes/ fortes, debaixo de beliches e camas em especial se tiverem num canto, e de baixo de outros objetos de elevada resistência).

» Faça limpezas gerais periódicas aos locais pouco utilizados ou de difícil acesso (sótãos, arrecadações, arquivos, etc.).
  Desta forma poderá reduzir a carga, e em simultâneo com a limpeza tornar mais difícil incêndios eclodirem aí, ou pelo menos demorarem mais tempo a progredir.

» Tenha os seus documentos importantes (ou cópias destes) em bons cofres (certificados) resistentes a furto, incêndio e inundação, e firmemente fixados numa parede ou chão, de betão, aço ou de tijolo, independentemente do seu peso (com menos de 1000 kg é sempre obrigatório, acima desse peso é altamente recomendado).
   Se houver um incêndio, bons cofres podem proteger esses documentos importantes (seguros, documentos de identificação, documentos de propriedade da habitação, etc.)  dos estragos, seja do fogo, do fumo, ou mesmo da água que possa ser utilizada para extinguir o incêndio por parte dos bombeiros. Ser resistente a furtos dá-lhe uma garantia extra em caso de queda de objetos sobre ele, dado que será mais resistente que alguns cofres apenas à prova de fogo.
   Lembre-se, deve esperar algumas horas antes de abrir novamente o cofre, de forma a que o mesmo arrefeça naturalmente e evitar a combustão instantânea dos conteúdos no interior ao abri-lo.
   Quanto mais tempo resistir ao fogo, melhor! Poderá querer fazer alguns truques para reduzir as probabilidades de estragos... por exemplo colocar um extintor automático por cima do cofre para extinguir o fogo se as chamas aí chegarem. Ou até mesmo um extintor em formato de lata por cima, de forma a que se as chamas forem intensas o mesmo rebente ou seja perfurado, e espalhe o produto protegendo assim o exterior do cofre durante mais tempo.

   As certificações devem ser as Européias:
   Para furto: EN 1143-1:2019, que tem uma escala de 0 a XIII, sendo o 0 (zero) para guardar objetos de baixo valor, e o XIII (treze) a proteção mais elevada para objetos valiosos.
  Sendo a escala: 0, I, II, III, IV, V, VI; VII (normalmente o VII é nível máximo de protecção disponível para cofres relativamente pequenos)
  Se possível peça com as opções de proteção "EX" (para resistir a explosivos), "CD" (para resistir a perfuração com brocas especialmente resistentes de diamante... usadas por alguns assaltantes mais especializados) e "GAS" (para resistir a ataques com utilização de gás). Existem fabricantes que tem cofres "VI EX CD" que é o ideal e o mais seguro possível para cofres de caixa... os preços destes são contudo muito elevados. Com a classificação "GAS" como ainda não está normalizada à altura da elaboração deste artigo poderá estar ou não disponível.
   Para incêndio: EN 1047-1, quanto mais tempo aguentar... melhor... o normal é 30, 60 e 120 minutos.

   Mais informações no site da European Security Systems Association (ESSA) e.V

» Tenha extintores adequados à sua habitação. Aprenda a utilizá-los.

» Tenha iluminação de emergência, bem fixada, que se ligue automaticamente em caso de falha elétrica.
   Alguns modelos (para habitação) podem ser removidos do suporte e ser usados em outro local se for mais tarde necessário.
   Normalmente quando ocorrem eventos sísmicos as linhas elétricas costumam cair, a iluminação de emergência permite que veja o(s) caminho(s) de evacuação.

» Tenha o hábito de analisar as plantas de emergência dos edifícios comerciais em que entra. Tente saber onde ficam todas as saídas de emergência, meios de combate a incêndio e ponto de encontro no exterior.
   Alguns proprietários trancam saídas de emergência, se detetar uma situação dessas deve avisar o proprietário para as destrancar e/ou fazer queixa.
   Segundo o Decreto-lei n.º 220/2008 de 12 de Novembro, o artigo 25 referente às Contra-ordenações e coimas diz claramente na alínea "c) A obstrução, redução ou anulação das portas corta-fogo, das câmaras corta-fogo, das vias verticais ou horizontais de evacuação, ou das saídas de evacuação, em infracção ao disposto nas normas técnicas, publicadas no regulamento técnico referido no artigo 15.º;" portanto obstrução ou mesmo algo que anule a possibilidade de utilizar as saídas de evacuação, não é permitido. A entidade a fazer queixa é a Autoridade Nacional de Protecção Civil que é quem tem competência para isso segundo a alínea A, do artigo 24 desse mesmo decreto-lei.

» Tenha um gerador elétrico. E combustível de reserva, armazenado em recipientes aprovados para combustível.
   O mesmo deve ser guardado fora de casa se possível. Dentro de casa deve ter uma divisão exclusiva para o mesmo, preparada para fornecer ar e para ir renovando o mesmo de forma natural.
   Lembre-se, os geradores elétricos criam gases muito tóxicos! Que podem levar à morte, em elevadas concentrações.
   Se tiver um gerador no exterior, as janelas e portas da habitação que estiverem virado para o mesmo, ou por onde o vento possa levar os gases tóxicos, devem estar fechadas.
   Se tiver um gerador no interior, a ventilação deve levar os gazes tóxicos se possível para uma chaminé independente no telhado.
   Deve possuir detetores de gases tóxico nas divisões mais usadas da casa se tiver gerador elétrico, o perigo de intoxicação é real.

» Informe-se junto dos serviços municipais de proteção civil dos locais onde habita, trabalhe e por onde se desloca, se é possível que em caso de sismo essa zona seja afetada por uma rotura de alguma barragem.
   Se sim, tenha um plano previamente definido para evacuar da área o mais rapidamente possível. Tenha em atenção que algumas estradas poderão estar intransitáveis e pontes/ túneis podem cair. Tenha sempre alternativas. A mota é o melhor meio (menos provável ficar bloqueado em algum lugar), mas se tiver família poderá ser preferível um veículo todo-o-terreno.

» Faça um seguro da casa e do recheio para Tremores de Terra/ Sismos.
   Analise em pormenor as cláusulas do contrato, tire todas as dúvidas que possa ter, e atualize-o periodicamente para refletir o verdadeiro valor da casa e do recheio. De forma a que possa reconstruir e equipar de novo a sua casa caso o pior aconteça.


Prepare um Kit de Emergência

» Um rádio FM/AM portátil a pilhas. Tenha pelo menos 2 conjuntos de pilhas extra.
  Para estar informado sobre o que se passa. É normal, que durante algumas horas/ dias, possa não haver rádios a funcionar, e rádios que espalhem boatos, use o bom senso para distinguir notícias verdadeiras de boatos.

» Rádio portátil pessoal PMR 446.
  Tenha um equipamento de comunicação "Rádio Pessoal Móvel" PMR 446, são de utilização totalmente livre sem necessidade de licença ou autorização, tem 8 canais e vários sub tons, tem um alcance em espaço aberto de 5 km, mas significativamente menos quando existem obstáculos.
  Podem ser adquiridos em lojas de electrónica e hipermercados.
  Tenha 4 ou 5 conjuntos de pilhas sobresselentes, pois alguns aparelhos podem consumir bastante quando utilizados intensivamente.
  Quantas mais pessoas os tiverem, e souberem usar na sua área, maiores as probabilidades de poder vir a ser ajudado/ ajudar.
  Certifique-se que sabe como utilizá-los, normalmente carrega na patilha para falar e larga para conseguir ouvir a resposta e/ ou outros a falar, leia o manual para saber como o fazer no modelo que comprar.
  Tente pedir por ajuda usando os canais (1 a 8) sem nenhum sub tom [ou seja: 00 (zero, zero)].
  Dê conhecimento a familiares, amigos e aos bombeiros/ proteção civil municipal da sua área que possui este equipamento e que o utilizará em casos de emergência em que as linhas fixas / telemóveis não funcionem, para que saibam e tenham também equipamento compatível para comunicar consigo (se estiverem no raio de alcance).
  Tente usar somente para: pedir ajuda e ajudar.
  Não use perto de locais onde existam fugas de gás, a menos que o equipamento diga especificamente e «explicitamente» ser apropriado para ambientes explosivos!

» Lanterna LED a pilhas resistente à água. Tenha pelo menos 2 conjuntos de pilhas extra.
   Lanternas LED normalmente proporcionam uma boa iluminação e consomem relativamente pouca energia. Resistente à água, pois o evento sísmico pode coincidir com altura de chuvas, e para que a mesma funcione.

» Estojo de primeiros socorros.
   Assegure-se que tenha no mínimo: desinfetantes, adesivo cirúrgico, ligaduras elástica de gaze, compressas muito absorventes, pensos variados, compressas suaves, luvas de proteção, tesoura, pinça, toalhetes de limpeza, termómetro.

» Água para 15 dias. Renove a cada 3 meses a água que tem em armazenamento.
  Aproximadamente: 4 litros / pessoa / dia.
  1 pessoa: 60 litros;  2 pessoas: 120 litros;  3 pessoas: 180 litros;  4 pessoas: 240 litros;  5 pessoas: 300 litros; etc.
  Lembre-se: os eventos sísmicos costumam afetar as estruturas de distribuição de água em canalização, e as reparações podem demorar de dias a anos.
  É aconselhável que guarde em jerricans de 20 ou 50 litros, devidamente fechados.
  Para a sua mochila é aconselhável no mínimo uma garrafa de 1,5 litros.

» Alimentos enlatados que dispensem refrigeração e não necessitem de preparação prévia. Não se esqueça do abre-latas.
  Tenha uma reserva para um mínimo de 30 dias.
   É aconselhável ter copos, pratos e talheres de plástico ou alumínio.
   Em caso de eventos sísmicos é normal as lojas não serem abertas, esgotarem rapidamente o que têm em armazém, e podem mesmo serem pilhados quando não existem condições de segurança. Por este motivo conte com dificuldades em aceder a fornecimento de alimentos (mesmo de emergência) durante pelo menos 30 dias.
   Na sua mochila tenha pelo menos enlatados para 3 ou 4 dias, e barras energéticas.

» Artigos especiais e alimentos para crianças, idosos e deficientes.

» Medicamentos correntes mais necessários e/ou indispensáveis a tratamentos que não podem ser interrompidos.

» Um invólucro impermeável com um documento de identificação por cada elemento da família e fotocópias de outros documentos importantes.

» Um estojo de higiene para a família.

» Agasalhos.

» Velas, fósforo ou isqueiro, ou conjuntos de luz química.
   Para a sua mochila é aconselhado a ter no mínimo meia-dúzia de "paus" de luz química, e isqueiro (para fazer fogo).

» Extintor de pó químico ABC e Eletricidade.
  (Se possível com uma eficácia mínima de "21A" e "20B")
  Para a sua mochila de emergência poderá querer ter um pequeno com o tamanho de uma lata ou pouco maior (normalmente indicados para carros, auto caravanas...)

» Conjunto de ferramentas consideradas essenciais.

» Colete de alta visibilidade.

» Luvas de trabalho.
   Poderá ser necessário limpar/ remover escombros, fará em maior segurança se tiver luvas para o proteger.

» Uma tenda impermeável, e sacos cama.
   Uma vez que a sua casa poderá ficar completamente destruída ou a necessitar de obras antes de poder regressar a ela, deverá ter um abrigo temporário. Certifique-se que sabe como montar e esteja preparado para que possa estar mau tempo.


Não se esqueça

» Substitua a água todos os 3 meses.

» Substitua as pilhas até à data limite indicada nas mesmas.

» Renove os alimentos antes de atingirem a data limite.

» Renove medicamentos essenciais antes destes atingirem a data limite.

» Extintores troque-os sempre que atinjam da data de expiração ou mande fazer uma revisão anual nos modelos que o permitem.


Certifique-se de que cada membro da família sabe

» Pedir socorro (via telefónica, via rádio ou outra).

» Desligar a eletricidade, cortar a água e o gás.

» Utilizar o extintor de incêndio.

» Os itinerários de evacuação e o local de reunião que devem estar previamente estudados.

» Que não devem utilizar os elevadores.

» Que se devem manter afastados das janelas, espelhos, chaminés, etc.

» Fechar portas e janelas do compartimento onde se manifestar um incêndio, se não o conseguirem extinguir com os meios disponíveis, até à chegada dos Bombeiros.

» Desligar os aparelhos de queima, de aquecimento ou eletrodomésticos antes de abandonar a casa.

» Se morarem, ou estiverem perto da praia, devem evacuar de imediato para o mais longe possível da costa, ou na impossibilidade de o fazer, devem ir para o ponto mais alto das proximidades, se possível no topo do edifício de betão que estiver mais longe da costa.
   Isto porque a seguir a um tremor de terra/ sismo pode ocorrer um tsunami (onda gigante).
   Lembrem-se, se a água começar a recuar na praia, significa que têm entre segundos a poucos minutos para fugir da costa! Para o mais longe possível e para o ponto mais alto possível.

» Se a sua zona pode ser afetada por uma rotura de uma barragem, evacue rapidamente para o local seguro mais próximo onde a eventual rotura não atinja.
   Dependo da situação, use uma mota ou um veículo todo o terreno... algumas estradas poderão ser só transpostas com um destes meios. A mota é mais rápido e menos provável de ficar bloqueada. Leve nela apenas o kit de emergência mais básico, meio(s) de comunicação(ões), tenda, saco de cama, alguma comida e água.


Durante

Mantenha a CALMA.

» Se estiver em casa, dirija-se para o local previamente estudado e determinado como seguro para esse fim. Ajoelhe-se e proteja a cabeça e os olhos com os braços e mãos.

» Mantenha-se afastado de janelas, espelhos, chaminés e outros objetos que possam cair.

» Se estiver num grande edifício, não se precipite para as saídas. As escadas podem ficar congestionadas.
   Lembre-se, muita gente morre atropelada e esmagada. Mantenha a calma, não corra, mas ande em passo acelerado.

» Nunca utilize os elevadores.
   Se tiver num tente sair no andar mais próximo. Se não conseguir, não se esqueça de bater nas portas do elevador e chamar por socorro.

» Se estiver na rua, mantenha-se afastado dos edifícios altos, postes de eletricidade e outros objetos que possam cair-lhe em cima. Dirija-se para um local aberto.

» Se for a conduzir, pare a viatura longe de edifícios, muros, encostas, postos e cabos de alta tensão e permaneça dentro dela.

Nos primeiros minutos APÓS o Sismos

» Mantenha a calma, mas conte com possíveis réplicas.

» Não acenda fósforos, nem isqueiros, e apague o cigarro se tiver a fumar e qualquer outra fonte de calor, pois pode haver fugas de gás.

» Corte de imediato o gás, a eletricidade e a água.
   Gás para evitar o perigo de intoxicação e explosões, a eletricidade para que não ocorram curtos-circuitos que possam originar incêndios, e a água para evitar a destruição da habitação por parte da água (eventuais roturas).

» Observe se a sua casa sofreu danos graves. Saia imediatamente se não for segura. NUNCA UTILIZE ELEVADORES. Leve a sua mochila de emergência se puder.

» Cuidado com vidros partidos ou cabos de eletricidade. Não toque em objetos metálicos que estejam em contato com fios elétricos.

» Evite ferimentos protegendo-se com roupa adequada. Vista calças, camisa de mangas compridas e calce sapatos fortes.

» Observe se há pequenos incêndios e extinga-os.

» Limpe urgentemente o derrame de tintas, pesticidas, e outros materiais perigosos e inflamáveis.

» Afaste-se das praias. Depois de um sismo podem produzir-se um tsunami (onda gigante).
   Lembrem-se, se a água começar a recuar na praia, significa que têm entre segundos a poucos minutos para fugir da costa! Para o mais longe possível e para o ponto mais alto possível. Já se deve ter afastado muito antes da água começar a recuar, pois quando a mesma começa a recuar, tem realmente muito pouco tempo para fugir!

» Solte os animais, eles tratam de si próprios.

» Se estiver na rua, não vá para casa.

» Se houver feridos, ajude-os, se souber. Mas cuidado, não trate de remover feridos com fraturas, a não ser que haja perigo de incêndio, inundação ou derrocada. Peça ajuda.

» Ligue o rádio FM/ AM e fique atento às recomendações difundidas.

» Ligue o rádio PMR 446 e nos canais base 1 a 8 sem sub-tons {zero, zero}, esteja atento a eventuais pedidos de socorro e tente ajudar no possível. Lembre-se, não deve usar em locais onde existam fugas de gás!

» Não invente e não propague boatos ou notícias não confirmadas.

» Não telefone, exceto em casos de extrema urgência (feridos graves, incêndios, fugas de gás, etc.).
   Lembre-se, em sismos fortes as linhas telefónicas fixas podem cair, e as torres dos telemóveis caírem, ou deixarem de funcionar. Os rádios PMR 446, rádios de onda-curta e os telefones via satélite poderão ser os únicos meios de comunicação viáveis.
   Se os telemóveis funcionarem, prefira usar os sms's pois estes ocupam menos largura de banda na rede, e permitem que o sistema não fique "entupido" e desta forma pode informar e obter informações, permitindo que outros o façam também, e estes ao agirem assim também permitem que consiga comunicar.
  Os telemóveis perdem a carga, tenha baterias de reserva sempre carregadas. Lembre-se, caso não possa utilizar a energia elétrica o kit de isqueiro de carro para o seu telemóvel é uma boa alternativa se o seu carro tiver sobrevivido ao sismo.

» Monte a sua tenda, se a sua casa não for habitável, no local indicado pelas autoridades, ou na falta de indicação da parte destas, no local que lhe parecer mais seguro.
  Tenha em atenção que podem ocorrer réplicas durante dias, semanas, meses ou mesmo durante anos, assim bem como possíveis chuvas e inundações, na escolha do local.

Nos primeiros dias Após o Sismo

» Não circule pelas ruas para observar o que aconteceu, liberte-as para os serviços de socorro.

» Se a sua casa estiver muito danificada terá de a abandonar. Reúna os recipientes de água, os alimentos, os medicamentos, e o conjunto do kit de emergência.

» Ajude nas operações de socorro, no que lhe for possível.

» Ajude nas operações de combate a incêndios, no que lhe for possível.

» Ajude nas operações de limpeza, no que lhe for possível.

» Ajude a manter a calma, e ajude a manter a segurança.
  Se detetar situações de roubos, violações, homicídios deve na medida do possível chamar as autoridades, e na falta delas, mobilizar terceiros de forma a reprimir tais atos de forma tão rápida quanto possível para que não se espalhe o sentimento de impunidade, que aparece rapidamente quando a comunidade não reage de imediato e com pulso forte a tais atos criminosos. Deve reter o(s) individuo(s) até ser possível entregá-los às autoridades. Não deixe instalar o caos (existem sempre elementos que tentam aproveitar as catástrofes para cometer crimes), ajude a manter a paz / restabelecer a paz.

» Se a sua casa estiver em condições para ser habitada e faltar a energia elétrica, e depois de se certificar que não há perigo de fugas de gás ou líquidos inflamáveis nas redondezas, pode utilizar o gerador elétrico se o possuir, durante os períodos de notícias televisivas, por exemplo para estar a par do que se passa.
  Por vezes somente via satélite é possível ter acesso à informação sobre o que acontece no país, através de outras estações de televisão Internacional cujas instalações não tenham sido afetadas pelo eventos sismo / tsunami, tenha isso em consideração.
 


atualização mais recente desta página: 2 de fevereiro de 2020




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2008 - 2021 - RESCUE-APVPC.ORG


imprimir | topo | política de privacidade